Preparar, apontar… Já!

Atacar! Essa frase de combate me faz lembrar minha priminha (que por sinal, hoje está mais pra primona). Ela tinha seus dois, três anos, quando foi flagrada por aquelas filmagens de família, cujas gravações se eternizam e sempre provocam risos nos espectadores. O grito de guerra era o prenúncio de um salto na enorme piscina.…

Detalhes